quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Tem que ter paciência...

Até eu me cansei de falar essa frase. Vivo falando pra todo mundo, as meninas então deve estar com o saco na Lua de ouvir isso, mas em respeito à mãe (AAAi delas!!), não falam nada. A grande verdade é que é isso mesmo, se eu não tiver a tal da paciência, como eu vou aguentar o fato, dentre outras coisas, de que hoje teria que fazer quimio e o plano de saúde fez o favor de não liberar??

Tem que ter paciência....uma hora libera, nem que seja à força...judicial!!!

Sempre fui super paciente, afinal ser capricorniana tem suas vantagens! Mas não é só a paciência que me sustenta nesse processo.
Tem a minha fé, saber que aconteça o que acontecer a mão de Deus está exatamente em cima da minha cabeça, me protegendo e me guiando.

Somado à e à paciência, está você, e a força que você me traz!
Que eu conheço, que eu não conheço, que ouviu falar de mim por um amigo, que me achou sem querer no santo Google, que veio de não sei onde nem porque!

Nunca li blog. Depois de um tempo em que o câncer foi diagnosticado, e todo mundo ficava querendo me mandar pra terapia, achei que escrever, que sempre foi o meu forte, era a solução. E olha que funcionou, despejo minhas dores, alegrias e medos sem ter que esperar a consulta começar e terminar!!

Uma das coisas legais que tem no administrador do blog é uma ferramenta de estatística que indica quantas visualizações de página o blog tem e de onde elas vem. A minha (dado atual) de fevereiro até hoje é de 8.157! E de tudo o que é lugar no mundo: Polônia, Holanda, USA, Irlanda, França, Suécia, Uruguai, Canadá, Inglaterra....de onde esse povo me achou?!

Pensar que esse monte de gente bateu o olho no que eu escrevo é fascinante!Dá mais responsabilidade ainda sobre o que digo, e como eu digo, além do que, me traz uma alegria ímpar por saber que de alguma maneira eu toquei o coração de alguém em algum lugar do planeta. Se eu não conseguir fazer isso, minha existência fica sem sentido!

Adoro quando alguém que eu não conheço me escreve depois de ler o blog! Me sinto mais próxima!
Os que me conhecem e escrevem ficam ainda mais próximos, porque o teclado e o computador tem o poder de nos fazer dizer o que a gente sente de verdade sem travas, já que os olhos, espelho da alma,não estão disponíveis pro outro(por isso mesmo MSN é um periiigo!!).
Tem aparecido gente que eu não vejo e com quem não falo há anos!!!

Isso me dá uma força....além do carinho que eu tenho recebido! Essa força me preenche de luz, e de amor! Nunca achei que fosse tão querida, sabia que o povo gostava de mim, mas não nesse grau!!

Obrigada a cada um por ter deixado sua alma entrar em contato comigo, nem que seja nos poucos minutos em que você leu um texto, ou passou os olhos nele!! Que Deus te abençoe!

Meu zelador, que nunca foi muito simpático, mas que se comoveu de uma forma inexplicável com meu câncer, resolveu que me adora! É super solícito, delicado e prestativo! Sempre falo pras meninas que ninguém é de todo ruim , um lado bom todo mundo tem!
Um dia desses ele me disse que eu vou me curar porque nunca reclamo, e estou sempre feliz e bem humorada, e que Deus gosta de quem não reclama....convenhamos Seu João....quem não gosta???? Gente reclamona é um porre!!

Por isso mesmo como eu tô com câncer e vc não pode se manifestar, vou dar uma de reclamona e dizer com muita dor no meu coração, que ainda estou com cara de boto rosa. Sim, ainda enxergo a minha fucking bochecha!!! Deve(espero eu) melhorar em algum momento, pois parei com o corticóide! O que me deu vários dias de febre como efeito colateral!
Ah! Sem contar com um remédio pra fortalecer os ossos que tomei de novo depois da radio, o Zometa e que me deu febre e.....dor nos ossos!!!

Tem que ter paciência....conserta de um lado, ferra de outro, mas uma hora melhora!

Na última radio, passei por um médico da clínica pra receber alta. Já começou que nem se levantar pra cumprimentar a mim e à Pamela ele levantou. Perguntou da dor e disse que ela não vai acabar nunca porque corroeu os ossos. Fiz umas perguntas sobre o assunto, levantei e fui embora, ele continuou sentado no seu trono de Deus achando que tinha feito sua obrigação. Comentei por e-mail com o Dr Guilherme o diagnóstico de seu colega de profissão, e ele me respondeu: "Não se deixe abater com essas conversas. Você conseguiu cumprir mais essa etapa e está de parabéns".
Não falo que ele é um fofo?!!!

Ainda assim, como todo esse amor e carinho de tanta gente a dor que é bom, não passa.
Minha perna acorda como se estivesse saindo de uma tumba. Ela faz questão de esquecer que faz parte de um corpo que não aguenta a esticada que o músculo dela dá, e que isso é uma dor absurda como uma cãimbra de jogador de futebol(que imagino com tanto exercício físico tem as pernas mais fortinhas do planeta e que aguentam cãimbras avassaladoras)!
Entenda, tenho um limiar de dor respeitável, bem alto. Não tem graça, é um horror.
Ontem à noite, fui me levantar pra ir ao banheiro e essa dor veio, na perna inteira forte como um raio. Aproveitando que as meninas não estavam em casa soltei um berro (tipo mocinha indefesa...ridículo!). Quase liguei depois pras vizinhas pra me desculpar. Mas a dor foi insuportável! Espero que um dia ela acabe,porque não tô a fim de passar o resto da minha vida com essa penetra, que não foi de forma alguma convidada a participar da minha festa!!

Tem que ter paciência....uma hora a dor vai ter que ir embora, ou diminuir...mas alguma coisa vai ter que acontecer!

Essa época do ano é extremamente exaustiva e especial. Parece que Deus resolveu derrubar um pó de chororoplimplim em todo o mundo. Qualquer besteirinha deixa a gente mais sensível, com direito a alterações significativas de humor!
Não que eu me ache imune a elas, mas sou controlada o suficiente pra disfarçar como uma Fernanda Montenegro, ou pra me esconder como uma avestruz. A impressão é que o ano inteiro cai na nossa cabeça e nas nossas costas em dezembro!

Há uns 15 dias fiquei assim, com a sensibilidade á flor da pele, triste, me sentindo o cocô seco do cavalo do bandido caolho, gago e manco. Não tinha vontade de sair de casa já fazia um tempo. Primeiro pela insegurança de andar de begala na rua, já que a perna não estava bem, segundo porque fica todo mundo olhando como se eu fosse um ET. De repente me percebi muito pra baixo e resolvi que não ia entrar nessa cilada. Não que eu fosse ficar em depressão (hoje em dia tudo é depressão e stress. Ficar triste no meu mundo ainda é ficar triste, e ficar cansado demais ainda é ficar cansado demais, não é depressão nem stress!!) mas não é o que eu quero pra mim, não é assim que eu acho que vou conseguir passar por tudo o que tenho que passar. E cá entre nós nunca tive, e nem quero ter expediente pra sofrer!

Levantei a cabeça, sacudi a bengala e lá fui eu, à festa de fim de ano da empresa, à qual já tinha decidido não ir. Fiquei com o maior receio de encontrar todo mundo e me sentir exposta demais. A Sofia, amiga e dona da empresa me intimou pra ir à festa; "As pessoas gostam de você pelo que você tem dentro, não pela sua aparência!!". Ela veio me pegar, junto com o Zé, seu fiel escudeiro e um armário negro de uma doçura que você não acha nem no melhor chocolate do mundo!!
Quando cheguei fiquei 1 hora no mesmo lugar, não conseguia sair, ela veio me levar pro outro salão, aconteceu a mesma coisa! Depois de um tempo, eu já tava pouco me lixando com o boto rosa, a alegria de rever aquelas pessoas era maior do que tudo!! As consultoras, as gerentes, o pessoal da operação, o povo do financeiro, as diretoras, as sócias....todo mundo que durante 5 anos deliciosos fez parte do meu cotidiano e que me faz a maior falta do mundo!!Eu nem tinha bebido e até foto eu quis tirar!

Nem sempre as coisas saem como a gente planejou, nem sempre as pessoas são como a gente queria e nem sempre o caminho que a gente escolheu é o melhor.
Mas se a gente tiver força, fé e paciência, dá pra encarar.....afinal,não é que não cai uma folha da árvore sem que Deus queria!

9 comentários:

  1. Acho bengala um charme! Além disso, pode ser uma excelente alternativa para defesa - ou ataque, dependendo de quem esteja pela frente... O resto te falo pessoalmente. Sim, eu sei, relapsa ao cubo, mas, como amiga, vc sabe entender o injustificável! kkkkk bjs!

    ResponderExcluir
  2. É isso aí Lela, como diz a canção, tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo! Tenha fé que vai passar sim essa dor e vc vai ficar boa! Afinal, uma coisa só é impossível até alguém chegar onde ninguém antes tinha chegado, às vezes desavisadamente. E vc tem todo o direito de gritar e de chorar com essa dor maledeta. Beijão e fé!!! =)

    ResponderExcluir
  3. Lelita, da Irlanda era eu!!!! rsrs
    Nem em outro continente deixei de te acompanhar e torcer por você! Muito mais do que me deixar a par de como você está, seu blog tem sido uma lição de fé e perseverança p/ mim, tem me mostrado que realmente shit happens, e a gente tem que lidar com isso da melhor maneira possível.

    Saudades.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Me senti mais proxima quando li" as que não vejo e falo" essa acho posso ser eu e outros também, são 22 de ausência física e verbal,mas sempre no meu coração e na minha memoria. Lembro-me de vc estilo Barbara Straised (sei lá como escreve)se achando "na hora de casar" pq tinha 23 anos(velha no seu conceito), do nosso café na cantina da faculdade,o seu com adoçante; de sua primeira gravidez; do barrigão na praia nas férias de janeiro, de vc ter chorado contidamente, por ter deixado o bebe rolar do trocador, da Francisca; de seu mocassim trocado por causa do bebe pequeno e da loucura de ser mãe e estudante, de suas idas ao ceasa pela manhã para comprar flores para a casa e seu marido que falava pra não lavar o cabelo pq tava frio, do nosso riso frouxo e de tantas outras coisas....que eu jamais vou esquecer. A dor é terrível, grite, urre, seja leal com vc mesma e ela irá passar, vc sairá vencedora...Te adoro. Paz, luz e muito amor, hoje, e sempre. Sua amiga,que agora ta ficando velha de verdade. Bjos Paula.

    ResponderExcluir
  5. Amore,
    Saiba que sempre estou aqui para o que precisar.

    Força e te amo.
    Paula esteves

    ResponderExcluir
  6. Qdo li ¨tem aparecido gente que eu não vejo e com quem não falo há anos!!!¨ me senti incluída...hahah...mas como eu já te disse: sempre gostei e admirei muito vc, pela sua energia maravilhosa, alto astral, força, determinação, inteligência e pelo seu jeito divertido de encarar a vida!!! Quando li o seu blog pela primeira vez, não faz muito tempo, li e reli do início ao fim, chorei com a sua história (sorry!) sei que pra chororô vc não tem paciência...rs...mas tb ri com o seu bom humor, aprendi com suas experiências e me emocionei com o seu sofrimento e com as suas vitórias! Seu blog não é só o relato da sua história, mas é tb uma lição de vida!!!
    Seus textos nos leva a parar pra pensar e rever valores e nos mostra que independente da situação de cada um, devemos viver ¨Um dia de cada vez¨¨.
    Vc é guerreira e vai vencer todos os obstáculos, mas enquanto isso, se dê o direito de berrar do jeito que der na telha, no volume que bem entender, não tem nada de ridículo e nada para pedir desculpas...se tá doendo...grita!!!
    Agora aqui entre nós, esse Dr que se acha digno de sentar no trono como se fosse Deus, lembrou a dita cuja Dra F #@%#@% cruuuuzes!!!Sai fora!!!

    Lela querida ¨Ninguém faz cadeados sem chaves. Do mesmo modo, Deus não te dá problemas sem soluções¨, portanto, FÉ, FORÇA E MUIIITA PACIÊNCIA!!! Milhões de bjos e saudades!!!

    ResponderExcluir
  7. Lela,quando a gente gosta de verdade de uma pessoa, a gente tá nem ai se ela tem bengala, bochecha gigante ou tá careca. Quando a gente gosta de verdade, a gente gosta do que a pessoa é, do que a pessoa nos passa, da troca de carinho e respeito. Grita muuuuito, sem preocupação nem vergonha, chama todo mundo para gritar junto. Pra mim, vc continua a mesma Lela Linda de sempre. Um beijo grande e um abraço bem apertado. Te adoro!!!

    ResponderExcluir
  8. Lela , esses dias que estava mais tranquila resolvi ver como vc e as meninas estavam.. e me deparei com essa noticia !!! realmente mexeu comigo ..nao preciso dizer que estarei aqui para o que precisar ....e como vc disse um dia de cada vez!!! , mesmo que esse dia se pareça longo demais...beijos carinhosos Marcia

    ResponderExcluir